Em jogo de muitos gols, Atlético-MG é derrotado pelo Fluminense e deixa escapar chance de assumir a liderança

0

O Atlético-MG visitou o Fluminense hoje buscando uma vitória para assumir a ponta do Campeonato Brasileiro, mas foi surpreendido pelo time de Fernando Diniz, que fez uma excelente partida, causando muita dificuldade ao Galo.

Empurrado por seu torcedor, o Flu começou melhor no jogo e tinha Paulo Henrique Ganso em noite inspirada comandando as ações ofensivas da equipe. Sem a bola, o Tricolor também gerava muitas dificuldades ao Atlético, que não conseguia trocar passes e era empurrado em seu campo de defesa.

Melhor no jogo, o Fluminense abriu o placar aos 18 minutos em bela jogada coletiva que terminou com uma conclusão de Arias no ângulo de Everson. Com 1×0 no placar, a equipe carioca seguiu a cartilha de seu treinador e continuava buscando o jogo, até ampliar com German Cano aos 29.

Atrás do placar, o Galo ameaçou reagir primeiro em uma cabeçada de Sasha, que exigiu uma grande defesa de Fábio, mas aos 35 o arqueiro foi pressionado por Jair e acabou perdendo a bola para o camisa 8, que cruzou para Hulk que cabeceou para o gol livre, descontando para o alvinegro.

O esboço de reação atleticana durou pouco, uma vez que aos 37, Samuel Xavier se antecipou à Nathan Silva para fazer 3×1. Já no fim da primeira etapa, o Atlético ensaiou uma pressão e conseguiu roubar uma bola após cobrança de escanteio cortada pela defesa do Flu. Alonso arrancou pela esquerda e cruzou para Jair descontar.

Na saída para os vestiários, uma confusão se formou no campo do Maracanã. O treinador Antonio Mohamed discutiu com Luiz Henrique, do Flu e precisou ser retirado por seguranças. O segundo tempo começou com o clima quente e Vuaden precisou distribuir amarelos para acalmar os ânimos.

O Galo se aproveitou do momento para crescer no jogo e conseguiu empatar a partida com Eduardo Sasha, aos 9. Quando as coisas pareciam melhorar para à equipe de Antonio Mohamed, o Flu fez 4×3 aos 13, em um belo chute de German Cano.

À frente do placar, o Tricolor se aproveitava de contra ataques para levar perigo ao Atlético e aos 22 fez 5×3 com Luiz Henrique, que recebeu sozinho contra Nathan Silva para fazer o quinto gol tricolor. O jogo seguiu movimentado e o Galo até teve chance de descontar com Keno, que substituiu Eduardo Sasha, mas o camisa 11 mandou para fora.

Os cinco gols sofrido hoje trazem más lembranças ao Alvinegro, que não sofria mais de 4 gols em uma única partida desde 2011, quando foi derrotado por 6×1 pelo seu grande rival Cruzeiro, na última rodada do Campeonato Brasileiro daquele ano.

Com a derrota o Galo perde à chance de assumir a liderança da competição, segue 2 pontos atrás do líder Corinthians e pode ver o Palmeiras não só assumir a ponta, como também abrir três pontos de vantagem. Quarto colocado com 16 pontos, o alvinegro ainda pode ser ultrapassado pelo Coritba ou pelo São Paulo, que se enfrentam amanhã e que em caso de vitória, podem chegar aos 17 pontos.

O Atlético volta à campo no próximo sábado, às 19 horas, quando recebe o Santos no Mineirão. A equipe de Antonio Mohamed já está a dois jogos sem vencer no campeonato e perde pela seguda rodada seguida, a chance de assumir a ponta da competição.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Flamenguistas Não Aguentam E Rejeitam Ídolo Do Atlético-MG Saiba Em Quais Jogos Guilherme Arana Deve Desfalcar O Galo Craque Internacional Deixa O Atlético-MG Na Mão E Se Oferece Para Rival Aceitaria De Volta? Ídolo Do Atlético-MG Está Sem Clube E Pode Voltar De Graça Cuca, Jesus Ou Outro? Torcida Do Galo Elege Favorito Para Substituir El Turco