Perto de renovação, relembre 5 vezes que Vargas foi decisivo para o Galo

0

Eduardo Vargas é uma das estrelas do Galo, o chileno que veste a 10 alvinegra, hoje é um dos queridinhos da Massa e está próximo de renovar seu contrato. Se hoje o atacante é unanimidade, quando ele chegou não foi bem assim. Contratado a pedido de Jorge Sampaoli para ser o homem gol de sua equipe, Vargas foi extremamente criticado pela torcida por conta dos gols que perdia. Apesar disso, sempre foi decisivo para o Atlético. Confira 5 momentos em que o chileno foi decisivo para o Galo:

1- Final da Copa do Brasil

O grande momento de Eduardo Vargas com a camisa do Atlético foi a final da Copa do Brasil contra o Athletico Paranaense. O chileno saiu do banco para substituir Diego Costa, que saiu lesionado e marcou dois dos quatro gols do Galo na decisão. No confronto de volta, ele ainda teve boa atuação, tendo inclusive começado a jogada que origina o primeiro gol alvinegro.

2- Jogo contra o Grêmio

Atlético e Grêmio se enfrentaram já na reta final do Campeonato Brasileiro em um jogo da décima nona rodada que havia sido adiado por conta de uma Data FIFA. O Galo já era líder e o Grêmio estava desesperado na zona de rebaixamento, os três pontos eram fundamentais para as duas equipes. Em um Mineirão abarrotado de gente, Zaracho fez 1×0 para o Alvinegro, mas o Grêmio foi valente e buscou o empate na segunda etapa. Foi então que Vargas, que tinha entrado no lugar de Hulk, fez de pênalti, 2×1 para o Galo e garantiu três importantes pontos para a conquista do Campeonato Brasileiro.

3- Oitavas de final da Copa do Brasil

Após vencer o Bahia com tranquilidade em Belo Horizonte, o Galo foi para Feira de Santana com uma vantagem de 2×0 no placar. Tudo indicava que a partida da volta seria apenas formalidade, já que além de ter vencido o primeiro jogo, o time do Atlético era muito melhor que o do Bahia. Apesar disso, quando a bola rolou, os comandados de Cuca tiveram muita dificuldade com o gramado do estádio de Feira de Santana e viu o tricolor fazer 2×0 ainda no primeiro tempo. Vargas saiu do banco na segunda etapa para descontar para o Galo e garantir a classificação para as quartas.

4- Final da Supercopa do Brasil

Eduardo Vargas é um dos maiores jogadores da Seleção do Chile, bi-campeão da Copa América com La Roja, ele faz parte de uma das melhores gerações de atletas do país e é frequentemente chamado para defender a seleção. Em seu primeiro jogo em 2022, no amistoso contra a Argentina, Vargas lesionou o joelho e desfalcou o Atlético por boa parte da pré-temporada. Seu primeiro jogo à disposição de Antonio Mohamed foi a final da Supercopa do Brasil. Quis o destino que o camisa 10 saísse do banco para assistir o gol de Hulk que levou a decisão para as penalidades . Em uma disputa de pênaltis marcada por cobranças desperdiçadas, Vargas converteu a sua e ajudou o Atlético a conquistar mais um título inédito.

5- Semifinal da Libertadores

Após empatar em 0x0 com o Palmeiras em São Paulo, o Galo chegou ao Mineirão precisando de uma vitória simples contra os paulistas para garantir sua vaga na final da Libertadores. Sem Diego Costa, que havia saído lesionado no jogo da ida, Vargas foi mais uma vez o escolhido para substituir o renomado atacante. O chileno não sentiu a pressão e foi dele o gol que poderia mandar o Galo para sua segunda final de Libertadores. Apesar do gol na partida, ele desperdiçou uma chance clara para fazer 2×0 e viu o Palmeiras empatar com Dudu já nos minutos finais. Vargas foi duramente criticado pelo gol perdido, mas muitos torcedores fizeram questão de ressaltar que só estava 1×0 por conta dele.

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Flamenguistas Não Aguentam E Rejeitam Ídolo Do Atlético-MG Saiba Em Quais Jogos Guilherme Arana Deve Desfalcar O Galo Craque Internacional Deixa O Atlético-MG Na Mão E Se Oferece Para Rival Aceitaria De Volta? Ídolo Do Atlético-MG Está Sem Clube E Pode Voltar De Graça Cuca, Jesus Ou Outro? Torcida Do Galo Elege Favorito Para Substituir El Turco