Rodrigo Caetano bate o martelo sobre futuro no Atlético-MG

0

O diretor de futebol, Rodrigo Caetano, chegou ao Atlético-MG no início da temporada passada, para ocupar o cargo de Alexandre Mattos. Desde que se apresentou ao clube, fez parte de um dos anos mais memoráveis na história do Galo, e justamente pelo trabalho quase impecável que realizou em 2021, despertou interesse do 777 Partners, envolvido com a compra da SAF do Vasco.

Caetano possui duas passagens pelo Vasco, mas optou por dar continuidade até o fim da temporada, e focar nas conversas dos jogadores que também têm contrato encerrado até o final de 2022. Os torcedores especulavam, sobre um possível desentendimento entre Rodrigo Caetano e os apoiadores; Rubens Menin, Rafael Menin, Ricardo Guimarães e Renato Salvador, mas Caetano distribuiu elogios.

“A gente vem conversando. Por conta desse projeto, por eu acreditar nas pessoas que comandam o Galo, o presidente, o vice e os 4Rs, esse modelo que ajudam demais o executivo de futebol nas tomadas de decisão. A probabilidade é que a gente consiga estender esse contrato muito mais pelos conceitos, pelos princípios, do que qualquer outra coisa. A gente segue conversando, mas no momento certo [será divulgado]”, explicou ao Mesa Redonda Atlético, da Itatiaia.

Rodrigo Caetano foi essencial para as conquistas do Galo em 2021

O clube carioca, empolgou a torcida com a chance do retorno de Rodrigo Caetano, mas o executivo que dificilmente revela sobre contratações ou saída de jogadores antes de todos os detalhes finais, também não revelou seu destino. No Galo, Caetano foi extremamente fundamental para a vinda de ídolos do Atlético, como Hulk e Nacho Fernández.

“É óbvio que me sinto honrado de meu nome estar sendo veiculado no Vasco. É o clube que, a nível nacional, me deu a grande oportunidade da minha carreira, quando saí do Grêmio. Sei do carinho, respeito e até gratidão por parte de toda a torcida vascaína, como eu espero que seja o mesmo carinho respeito e carinho, e eu percebo, de toda a massa atleticana”, completou.

Além disso, presenciou a conquista do ‘Triplete Alvinegro’, com um Campeonato Mineiro, o Campeonato Brasileiro, esperado por 50 anos, além do bi da Copa do Brasil. Em 2022, também acompanhou a troca de treinadores, a conquista da Supercopa do Brasil, sobre o Flamengo, e o Campeonato Mineiro, sobre o Cruzeiro.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Flamenguistas Não Aguentam E Rejeitam Ídolo Do Atlético-MG Saiba Em Quais Jogos Guilherme Arana Deve Desfalcar O Galo Craque Internacional Deixa O Atlético-MG Na Mão E Se Oferece Para Rival Aceitaria De Volta? Ídolo Do Atlético-MG Está Sem Clube E Pode Voltar De Graça Cuca, Jesus Ou Outro? Torcida Do Galo Elege Favorito Para Substituir El Turco