7 curiosidades sobre Ademir

0

A identificação da torcida com Ademir da Silva Santos Junior, atacante, foi imediata; com tanta intimidade, os torcedores até se esquecem que o atleta está na equipe somente há quatro meses. Logo ganhou espaço e se tornou um dos jogadores que mais atuaram pela temporada, 22 vezes no total; uma das principais peças de Turco Mohamed.

Antes de vir ao Atlético, Ademir estava no rival, América, no qual participou de uma das melhores fases da equipe; foi eleito o melhor atacante do Campeonato Mineiro de 2020, além disso ficou em segundo lugar na tabela do Campeonato Brasileiro da Série B, sendo o artilheiro do time, e inclusive chegando às semifinais da Copa do Brasil

“Antes da minha chegada eu já recebia muito carinho da torcida (atleticana) nas redes sociais e quando cheguei o grupo me abraçou. O professor Turco me deu muitas oportunidades, me passou muita confiança. Sempre que entro em campo ele pedia pra ir pra cima, sem medo, pra acreditar. Então, isso me deixa muito mais tranquilo pra exercer minha função”, comentou Ademir.

Confira as curiosidades do “Fumacinha”

  1. Despedida do América: Se despediu da melhor maneira possível, marcando dois gols contra o São Paulo, e levou o time à classificação inédita da Libertadores.
  2. Time que se destacou: Após ser considerado destaque no Campeonato Mineiro pela Patrocinense, foi contratado pelo América. Ele se mudou para a cidade de Patrocínio com 2 anos.
  3. Apelido: Ficou conhecido como “Fumacinha”, ainda no Patrocinense, por sua rapidez e estilo de jogo; sempre “incendiando” em suas entradas, e mudando o destino do jogo.
  4. Conquistou as torcidas mineiras: Ademir virou ídolo tanto com o Coelho, tanto pelo Galo, tendo um diferencial por conquistar duas torcidas mineiras. atuou em 121 jogos pelo América e balançou as redes 32 vezes.
  5. Títulos no Galo: Em pouco tempo, Ademir já conquistou dois títulos com a camisa do Atlético; a Supercopa do Brasil sobre o Flamengo, e o Campeonato Mineiro, sobre o Cruzeiro.
  6. Premiações individuais: Em 2020 ganhou como melhor atacante, na seleção melhores do mineiro, organizado pelo grupo globo, e em 2021 recebeu o troféu Guará, prêmio como melhor atacante.
  7. Destaque entre os alvinegros: Ademir e Edu, colega de América, foram os únicos jogadores na seleção composta por maioria do elenco atleticano, em 2021, que havia sido campeão de três títulos no ano.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Flamenguistas Não Aguentam E Rejeitam Ídolo Do Atlético-MG Saiba Em Quais Jogos Guilherme Arana Deve Desfalcar O Galo Craque Internacional Deixa O Atlético-MG Na Mão E Se Oferece Para Rival Aceitaria De Volta? Ídolo Do Atlético-MG Está Sem Clube E Pode Voltar De Graça Cuca, Jesus Ou Outro? Torcida Do Galo Elege Favorito Para Substituir El Turco