Atlético vence Botafogo por 1×0, assume à liderança e El Turco respira no comando do Galo.

0

Após perder ser eliminado pelo Flamengo no meio da semana, o Atlético chegou para o confronto contra o Botafogo extremamente pressionado, diversas fontes chegaram a relatar que uma demissão do treinador Antonio Mohamed chegou à ser cogitada, mas apesar disso, ele foi mantido no cargo. El Turco promoveu duas mudanças em relação ao time que começou na quarta-feira (13): Igor Rabello ganhou a vaga de Nathan na zaga e Vargas começou no ataque ao lado de Hulk.

A partida começou um pouco truncada, com os dois times tendo dificuldades para criar chances, mas aso 13 o Galo chegou pela primeira vez na sobra de uma cobrança de falta em que após bate rebate, o árbitro Raphael Claus assinalou penalidade para o Atlético em toque de mão de Felipe Sampaio, mas após ir ao monitor revisar o lance, o juiz voltou atrás da sua decisão e marcou apenas escanteio para o clube mineiro.

O Botafogo assustou pela primeira vez aos 24, com Lucas Fernandez em cobrança de falta que passou rente à trave. O Glorioso voltou à incomodar novamente aos 25 em ótima jogada de DG, que achou Erisson dentro da área, mas o atacante cabeceou para fora. O clube carioca esteve muito próximo de abrir o placar aos 28, após bola roubada no meio, Kanu finalizou com muito perigo, mas a bola desviou na defesa atleticana.

O Galo voltou à assustar aos 42, com Zaracho, que recebeu ótimo cruzamento de Mariano da entrada da área e cabeceou na trave. Em um dos últimos lances do primeiro tempo, o Botafogo chegou novamente com Lucas Fernandez, em outra cobrança de falta, dessa vez para uma boa defesa de Everson.

A segunda etapa começou com o Atlético desperdiçando uma grande chance com Nacho, o argentino recebeu ótimo cruzamento de Mariano e sozinho na pequena área, finalizou para fora. Melhor no jogo, o Galo abriu o placar com Zaracho, aos 10. O argentino aproveitou uma sobra de um bate rebate na área e ao tentar cruzar, acertou o gol, encobrindo o o goleiro Douglas Borges.

Logo após sair atrás do placar, o Botafogo quase empatou com Tchê Tchê, que aproveitou o rebote do cruzamento de Erisson para finalizar, mas Allan, bem no lance, bloqueou o chute. Aos 15, Antonio Mohamed mexeu no time, tirando Igor Rabello, Jair e Vargas para às entradas de Nathan Silva, Otávio e Ademir.

El Turco voltou à mexer no time aos 21, quando tirou Nacho Fernandez para à entrada de Keno. Desde então o Botafogo passou a ser mais perigoso no jogo, subindo suas linhas e encurralando o Galo. Apesar disso, a equipe carioca não teve nenhuma chance clara de gol até os 32.

Depois disso, o Atlético voltou a ficar com a bola, trocando passes e valorizando o resultado. O Bota até tentava pressionar, mas esbarrava nas suas limitações e o Galo, bem postado, valorizava o resultado enquanto tentava ampliar em contra ataques. Já nos acréscimos, Mohamed sacou Zaracho para à entrada de Réver. O Glorioso se jogou ao ataque em busca dos empate e pressionava o Atlético com uma série de escanteios, mas pouco conseguia criar.

Praticamente no último lance do jogo, Hulk acertou à trave e no rebote Keno chegou à fazer 2×0, mas após revisão do VAR, optou por anular o gol. A vitória além de dar tranquilidade para o treinador Antonio Mohamed, faz com que o Galo durma na liderança da competição, com 31 pontos. O alvinegro precisa de torcer de uma vitória do Cuiabá, contra o Palmeiras na próxima segunda-feira (18) para seguir na primeira colocação.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Flamenguistas Não Aguentam E Rejeitam Ídolo Do Atlético-MG Saiba Em Quais Jogos Guilherme Arana Deve Desfalcar O Galo Craque Internacional Deixa O Atlético-MG Na Mão E Se Oferece Para Rival Aceitaria De Volta? Ídolo Do Atlético-MG Está Sem Clube E Pode Voltar De Graça Cuca, Jesus Ou Outro? Torcida Do Galo Elege Favorito Para Substituir El Turco