Cuca tentou usar regras inusitadas para tirar vitória do Internacional contra o Galo

0

Além de extremamente talentoso para armar equipes e entender a parte tática do futebol, o técnico Cuca também é um grande supersticioso. Ao longo da campanha que culminou com o título da Libertadores de 2013 do Galo, o treinador somente usava uma camisa com a imagem de Nossa Senhora.

Na campanha do título brasileiro com o Palmeiras em 2016? A famosa e icônica calça vinho. Em 2021 nas campanhas dos títulos da Copa do Brasil e do Brasileirão com o Atlético, a camisa do Nossa Senhora reapareceu e foi inclusive distribuída para alguns torcedores no jogo da entrega da taça, contra o Bragantino.

Além disso, Cuca também tem o hábito de usar chuteiras a beira do campo. No duelo contra o Internacional ele chegou a subir para o campo com sapatos normais, mas quando percebeu o fato, voltou aos vestiários e calçou um par de chuteiras.

O treinador também confiou na lei do ex, quando já no segundo tempo colocou Eduardo Sasha, revelado pelo Inter para tentar mudar o jogo. O atacante que usava manga longas no domingo, também tentava explorar o seu bom retrospecto com esse tipo de uniformes, algo que não aconteceu.

Apesar disso, o camisa 18 teve uma boa de chance de descontar para o Galo em uma ótima cabeçada que foi defendida pelo goleiro Daniel, que em tarde mais do que inspirada, parou qualquer esboço de reação alvinegra na partida.

Cuca afirma que Galo não tem tempo para lamentar derrota contra o Internacional

Se a derrota para o Internacional foi dolorida, o Atlético tem a chance dois dias depois de dar a volta por cima, quando recebe o Palmeiras no Mineirão pela Copa Libertadores. Para o técnico Cuca, o grupo precisa assumir a responsabilidade da derrota e aproveitar o confronto contra o Verdão para se reerguer:

“Você tem a oportunidade, daqui a dois dias, de apagar uma derrota, um resultado ruim. Essa é a grande vantagem. Em um grande jogo. Cabe a nós ter essa responsabilidade, assumir a responsabilidade. Todos têm que assumir a responsabilidade, não é só o treinador que saiu ou o treinador que chegou. São todos, todos, todos. Tem que assumir, degustar, por mais difícil que seja, digerir um pedacinho cada um e disso tirar proveito”

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Flamenguistas Não Aguentam E Rejeitam Ídolo Do Atlético-MG Saiba Em Quais Jogos Guilherme Arana Deve Desfalcar O Galo Craque Internacional Deixa O Atlético-MG Na Mão E Se Oferece Para Rival Aceitaria De Volta? Ídolo Do Atlético-MG Está Sem Clube E Pode Voltar De Graça Cuca, Jesus Ou Outro? Torcida Do Galo Elege Favorito Para Substituir El Turco