Diretoria prepara retorno de ídolo do Atlético para salvar a defesa do clube

0

O zagueiro Jemerson está marcado na história do Atlético, campeão da Copa do Brasil e da Recopa Sul-Americana pelo clube, ele nunca escondeu seu carinho pelo Galo e o desejo de um dia retornar a Belo Horizonte.

Esse retorno pode estar próximo uma vez que ele rescindiu seu contrato com o Metz, da França e está livre no mercado. Segundo a Rádio Itatiaia, o Galo estuda fazer uma proposta para trazer de volta o zagueiro para reforçar o sistema defensivo alvinegro que vem sendo alvo de muitas críticas nesse começo de temporada.

Em entrevista à Espn no começo do ano, o zagueiro revela que esteve próximo de retornar ao Galo após sua passagem pelo Corinthians, mas que o negócio acabou não indo para frente porque o Mônaco, que à época era dono do seu passe, não o liberou:

“Tive a chance de voltar, mas o Monaco não liberou e depois o Atlético contratou outros jogadores. Não fico lamentando. Quando for pra ser, vai ser. Quem sabe um dia eu não possa voltar a jogar no Galo.”

Mesmo de longe nos últimos anos, Jemerson afirmou que segue acompanhando o Atlético e rasgou elogios ao projeto feito pelo clube nos últimos anos:

“É um projeto vencedor, chegou um investidor que comprou jogadores importantes com muita bagagem. Eles estão fazendo história no Atlético e tem outros jogadores promissores. Eu não tenho tanto contato porque da minha época só ficaram o Réver e o Victor. Quem sabe um dia eu não possa voltar a jogar no Atlético-MG?”

Jemerson realizou um sonho no Atlético

Além de ter conquistado títulos e ganhado o carinho da Massa Atleticana, Jemerson pôde realizar outro sonho no Atlético: o de jogar com seu ídolo, Ronaldinho Gaúcho. Algo que ele relembra com carinho:

“Era um sonho conviver com o Ronaldinho Gaúcho. Quando você está ali no dia a dia nem percebe e nem para para pensar. Mas depois vi a grandeza de estar ao lado de um ídolo mundial. É um dos melhores que já joguei, se não for o melhor. Como pessoa ele é melhor ainda, muito humilde. Depois da final da Libertadores eu e o Lucas fomos comemorar na casa do Ronaldinho com a família dele. A gente não jogava muito, mas ele nos chamou. Foi bacana e vou lembrar para o resto da vida.”

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Flamenguistas Não Aguentam E Rejeitam Ídolo Do Atlético-MG Saiba Em Quais Jogos Guilherme Arana Deve Desfalcar O Galo Craque Internacional Deixa O Atlético-MG Na Mão E Se Oferece Para Rival Aceitaria De Volta? Ídolo Do Atlético-MG Está Sem Clube E Pode Voltar De Graça Cuca, Jesus Ou Outro? Torcida Do Galo Elege Favorito Para Substituir El Turco