Recopa Sul-Americana 2014: Galo passou sufoco para ser campeão

0

Por ter sido campeão da Libertadores em 2013, o Galo ganhou o direito de disputar a Recopa Sul-Americana 2014 contra o Lánus, que havia vencido a Copa Sul-Americana também em 2013. E a taça veio para Belo Horizonte, após muito sufoco.

Foi o reencontro dos dois clubes que haviam decido a Copa Conmebol de 1997, onde o Atlético levou a melhor, mas viu o estádio La Fortaleza ser transformado em uma praça de guerra no jogo de ida das finais.

A Recopa Sul-Americana é um torneio simples, disputado em dois jogos, de ida e volta, sem critério de gols fora de casa, onde vence quem tiver a frente do placar nos 180 minutos. Em caso de empate no tempo agregado, há prorrogação e depois pênaltis se a igualdade prosseguir.

Réver ergue a taça do título da Recopa

Primeiro jogo na Argentina

Após se hospedar no CT da Seleção Argentina, o Galo chegou ao confronto com o Lanús muito bem preparado. Mesmo receosos de que acontecimentos semelhantes aos de 97 ocorressem, diversos torcedores alvinegros fizeram a viagem para a Argentina e lotaram as arquibancadas do La Fortaleza.

Foi a primeira vez que o hit “Maria eu sei que você treme” foi entoado no estádio. Dentro de campo, a equipe comandada por Levir Culpi venceu por 1×0, com gol de Diego Tardelli. A partida também foi marcada pela estreia de Jemerson como titular do Atlético.

Segundo jogo e taça da Recopa Sul-Americana 2014

Em um Mineirão lotado, o Galo recebeu o Lanús em um jogo que parecia apenas formalidade, com um time muito superior e com a vantagem no placar, tudo indicava que seria uma partida tranquila.

Logo aos 6 minutos Diego Tardelli, de pênalti, fez seu centésimo gol pelo Atlético e pôs o time a frente do placar. Mas, o Lanús fez jogo duro e empatou a partida aos 8 e ainda virou aos 25. Em seguida, Maicossuel empatou para o Galo, tudo isso ainda no primeiro tempo.

O segundo tempo seguiu sem maiores sustos e quando o jogo já se encaminhava para o fim, Acosta fez 3×2 Lanús aos 48 do segundo tempo e levou o jogo para a prorrogação. No tempo extra o Galo garantiu o título graças a dois gols contras dos argentinos e se sagrou campeão.

Partida histórica

Além de marcar o centésimo gol de Diego Tardelli e a conquista de um título internacional, a segunda partida da Recopa marcou também a despedida de Ronaldinho Gaúcho do Atlético.

Já em baixa após ser campeão da Libertadores, R10 foi substituído no intervalo e voltou ao gramado já de calça para celebrar o título. Foi sua última partida vestindo preto e branco.

Ronaldinho em sua despedida do Galo
você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Flamenguistas Não Aguentam E Rejeitam Ídolo Do Atlético-MG Saiba Em Quais Jogos Guilherme Arana Deve Desfalcar O Galo Craque Internacional Deixa O Atlético-MG Na Mão E Se Oferece Para Rival Aceitaria De Volta? Ídolo Do Atlético-MG Está Sem Clube E Pode Voltar De Graça Cuca, Jesus Ou Outro? Torcida Do Galo Elege Favorito Para Substituir El Turco