7 fatos marcantes da história do Galo

0

O Atlético Mineiro é um dos times mais vitoriosos do futebol brasileiro. Conhecido por Galo, o time de Minas Gerais é rival do Cruzeiro e conta com várias histórias curiosas ao longo das décadas.

Na década de 2010, por exemplo, o clube contou com um dos maiores jogadores de todos os tempos: Ronaldinho Gaúcho, que conduziu o time ao título da Libertadores de 2013. Confira a seguir 7 fatos marcantes da história do clube.

1. Trio Maldito

No final da década de 1920 surgiu um trio de ataque hegemônico no Atlético Mineiro. O intitulado “Trio Maldito” constituía dos atacantes Mário de Castro, Jairo e Said. Em cinco anos atuando juntos, somaram um total de 467 gols marcados, fato peculiar para uma época em que o futebol era praticado de forma amadora e a quantidade de partidas por ano era inferior aos números atuais.

2. A origem do apelido “Galo”

O apelido Galo foi dado ao clube ainda nos anos de 1930, inspirado em um galo preto e branco que era imbatível nas rinhas realizadas em Belo Horizonte. Em 1945, o famoso chargista Fernando Pieruccetti popularizou a alcunha, desenhando o mascote para o diário A Folha de Minas.

Nos anos 1950, o apelido ganhou notoriedade por conta do meio-campista Zé do Monte, que costumava entrar em campo com um galo embaixo do braço.

3. Campeão do Gelo

Presente no hino atleticano, a alcunha de “Campeão do Gelo” surgiu após a equipe mineira excursionar pela Europa em 1949, primeira equipe brasileira a disputar partidas no velho continente.

O Galo vinha de um bicampeonato mineiro e conseguiu ótimos resultados nas partidas contra os europeus no severo inverno alemão. Foram 10 partidas ao total, 6 vitórias, 2 empates e 2 derrotas, uma ótima campanha atleticana que gerou o título simbólico de “Campeão do Gelo”

4. Única equipe a derrotar a Seleção Brasileira que conquistaria o tri

Em 3 de setembro de 1969, o Atlético se tornou a única equipe do mundo a derrotar a Seleção Brasileira que conquistaria o tricampeonato mundial, no México. Atuando no Mineirão e utilizando a camisa da Federação Mineira de Futebol, o Galo venceu as “Feras do Saldanha” por 2 a 1, gols de Amaury e Dadá Maravilha, com Pelé, em posição de impedimento, descontando para o Brasil.

5. Primeiro campeão do Brasileirão

A edição do Campeonato Brasileiro de Clubes de 1971 foi considerada pela entidade máxima do futebol nacional como sendo a primeira edição do Brasileirão. Na oportunidade, o Atlético Mineiro se sagrou campeão após bater o Botafogo do Rio de Janeiro em pleno Estádio Maracanã com um gol lendário do ídolo Dadá Maravilha. Cinquenta anos mais tarde o Galo conquistaria o bicampeonato.

6. Ronaldinho Gaúcho e o título da Libertadores

O carisma que coloriu o futebol mundial no início do século XX dedicou todo o seu talento ao Galo na maior conquista do clube, a Copa Libertadores da América de 2013.

Ronaldinho Gaúcho chegou ao Clube Atlético Mineiro no meio de 2012. Pela equipe mineira, R10 marcou 28 gols em 88 partidas. Foi campeão mineiro em 2013, campeão da Copa Libertadores da América 2013 e da Recopa Sul-Americana 2014. 

7. Finalmente o bicampeonato

Cinco décadas após vencer o seu primeiro título nacional, o Atlético Mineiro quebrou o jejum de títulos. Em 2021, em ótima campanha da equipe comandada pelo técnico Cuca, foi conquistado o título do torneio, o segundo da história do clube.

No mesmo ano, mais um bicampeonato, desta vez o da Copa do Brasil, vencida pela primeira vez em 2014 pelo Galo. E assim, o alvinegro deu fim as piadas de que não conquistava bicampeonatos.

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Flamenguistas Não Aguentam E Rejeitam Ídolo Do Atlético-MG Saiba Em Quais Jogos Guilherme Arana Deve Desfalcar O Galo Craque Internacional Deixa O Atlético-MG Na Mão E Se Oferece Para Rival Aceitaria De Volta? Ídolo Do Atlético-MG Está Sem Clube E Pode Voltar De Graça Cuca, Jesus Ou Outro? Torcida Do Galo Elege Favorito Para Substituir El Turco